ANÁLISE DA INSATISFAÇÃO CORPORAL EM MULHERES JOVENS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO

  • Anizete Linhares dos Santos
  • Rejane Bispo da Silva
  • ]Rodolfo Cazon Uniplan
Palavras-chave: autoimagem , insatisfação corporal , musculação, mulheres

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar a insatisfação corporal de mulheres jovens praticantes de musculação, verificando os fatores intrínsecos e extrínsecos que levam as mulheres à procurar uma academia, em busca de uma autoestima satisfatória. Participaram do estudo 32 mulheres com idade entre 18 e 30 anos que praticam musculação há pelo menos dois meses e com frequência mínima de três vezes por semana. Para a construção deste trabalho foi utilizado o Body Shape Questionnaire adaptado pelos autores deste artigo, enviado via email e mensagem eletrônica “whatsapp” através do Google formulários. Analisando os dados coletados, foi averiguado que em sua maior porcentagem (67%), favoreceu para o contentamento da forma física em mulheres jovens praticantes de musculação, em atividade por no mínimo dois meses, e 33% mostrou-se infeliz com sua forma física, diferente das pesquisas anteriores relacionadas à insatisfação corporal, o que demonstra que atualmente, a concepção da imagem dessas mulheres vem mudando com a prática de exercícios regular. Podemos concluir que tal prática, proporciona ao organismo um bom equilíbrio físico e mental. Tendo em vista tais benefícios, a mulher praticante de musculação acaba minimizando o modelo de beleza pré estabelecido pela sociedade e mídia, e começa a perceber que o verdadeiro padrão de beleza deve ser imposto por si mesma. Palavras chave: autoimagem , insatisfação corporal , musculação, mulheres.

Publicado
2019-06-02