ESTUDO DAS CARACTERÍSTICAS TERAPÊUTICAS DOS ANTINEOPLÁSICOS ORAIS

  • Arali Santana Martinez
  • Fellipe José Gomes Queiroz UNIPLAN
  • Eloisa Elena Cangiani UNIPLAN
Palavras-chave: câncer de mama; inibidores da aromatase; antineoplasicos orais; paciente oncológica; pós-menopausa

Resumo

Introdução: O câncer de mama é a segunda maior causa de morte em mulheres no mundo e o tipo mais frequente de câncer nesse grupo populacional. O tratamento mais efetivo para o combate ao tumor é a quimioterapia associada com a hormonioterapia.  Objetivo: Propor uma revisão de literatura de medicamentos antineoplasicos orais utilizado em pacientes pós-menopausa para o tratamento de Câncer de Mama. A importância da atenção farmacêutica no durante o tratamento, proporcionando ao paciente segurança e melhor adesão ao tratamento.Métodos: Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica sobre Antineoplasicos Orais no tratamento de Câncer de Mama pós-menopausa, abordando os artigos compreendidos no período de 2012 a 2017. Resultados: Os inibidores da aromatase de terceira geração, não esteroides vem sendo utilizado para o tratamento de câncer de mama pós-menopausa, como o Letrozol - Femara®; Anastrozol - Arimidex®.  A enzima aromatase esta presente em diversos tecidos, ela faz a conversão de hormônios, esteroidais em estrógeno, sendo a única forma de produzir estrógeno na pós-menopausa. Conclusões: Os agentes antiestrogênicos são a opção para o tratamento de câncer de mama em pacientes pós-menopausa, contribuindo para uma melhor qualidade de vida e sobrevida global. O tratamento pode por monoterapia ou politerapia, sendo o medicamento administrado individualizado ou associado ao tamoxifeno Palavras chave: câncer de mama; inibidores da aromatase; antineoplasicos orais; paciente oncológica; pós-menopausa.

Publicado
2019-05-29